Espetáculo Flutuações, baseado no princípio do Ukiyo-e, em curta temporada em Curitiba

Espetáculo Flutuações, baseado no princípio do Ukiyo-e, em curta temporada em Curitiba

A Caixa Cultural apresenta, de 07 a 09 de dezembro de 2012 às 19h, o espetáculo Flutuações, comemorando os 40 anos do Grupo Contadores de Estórias, que já encantou plateias de mais de 15 países além do Brasil.

Flutuações teve como principal fonte de inspiração os famosos Ukiyo-e, as xilogravuras japonesas do período Edo, meados do século XVIII até meados do século XIX.

Peças de Katsushika Hokusai (1760-1849), Kitagawa Utamaro (1753-1806) e Ando Hiroshige (1797–1858), se juntaram às situações coletadas ao vivo pelo Grupo para compor os “retratos” que formam a base do espetáculo.
São cenas do cotidiano contendo pessoas nos seus respectivos habitats e paisagens.

Uma minuciosa pesquisa foi realizada para escolher, entre as inúmeras obras que foram produzidas na época (somente Hiroshige criou cerca de 5700 gravuras), as que preenchem os propósitos da proposta, retratando situações especiais por sua universalidade e adaptabilidade.

Foi feita também uma pesquisa, em Paraty, onde se encontra a sede da companhia. Diversas excursões pelas ruas, com lápis e papel, olho vivo e câmera na mão, estudando, registrando e fotografando no sol e na chuva, pessoas, cenas e situações do dia a dia da cidade.

As imagens selecionadas foram trabalhadas cenicamente de modo a serem, não reproduzidas, mas reaproveitadas dentro do universo imagístico do espetáculo.

O desenvolvimento de cada cena incluiu a criação de uma coreografia para os atores e bailarinos e de um trabalho todo especial de criação e manipulação dos bonecos que compunham o elenco. O tradicional ambiente negro foi substituído pelos tons pastel, característicos das gravuras, que estão inseridos até no figurino dos manipuladores e demais interpretes. A expectativa é de criar um teatro mais claro, mais luminoso, mais solar.

As histórias ou vinhetas desta vez não estão separadas e tituladas como em alguns espetáculos anteriores, mas entrelaçadas dentro de um desenvolvimento fluido. Contudo, um olhar atento vai ver surgir nestes retratos transeuntes, algumas cenas de chuva e outras de uma tranqüila e confortável intimidade.

Como nas Ukiyo-e, elas representam momentos efêmeros da vida. Foram extraídas das próprias imagens e de retratos de inúmeras ações do cotidiano da cidade, fazendo com que os bonecos e os atores bailarinos saltem das figuras bidimensionais, flutuando para fora do papel, e criando uma terceira dimensão. Dando vida àquelas situações.

Traduzindo literalmente, “Uki” significa flutuar, “yo” significa mundo e “e” seria pintura.

Flutuações, vivências, flashes de vida capturados e traduzidos em emoções cruciais. Ukiyo-e, “imagens do mundo flutuante”. Momentos vagando no ar.

Grupo Contadores de Estórias

Conhecido pela qualidade do seu trabalho, o Grupo Contadores de Estórias foi fundado por Marcos e Rachel Ribas em 1971. Desde 1981 está radicado em Paraty. Já encantou platéias de mais de 15 países, tendo se apresentado em teatros e festivais importantes no Brasil e no exterior, sempre aclamado pelo público e pela crítica especializada.
Apresentando-se regularmente no Teatro Espaço, às quartas e sábados, tem conquistado um público sempre crescente, e suas apresentações viraram programa obrigatório, sendo recomendadas pelos principais guias e publicações culturais e turísticas de todas as nacionalidades.

Serviço

Espetáculo Flutuações
De 07 a 09 de dezembro de 2012
Horário: sexta e sábado às 20h e domingo às 19h
Local: Caixa Cultural Curitiba
Endereço: Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Centro Curitiba – PR, 80060-100, Brasil
Ingressos: R$ 10,00 (inteira) R$ 5,00 (meia)
Duração: 1h10min
Classificação etária: não recomendado para menores de 14 anos
Acesso para pessoas com necessidades especiais
Patrocínio: Caixa Econômica Federal

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *