Hyotan, o primeiro izakaya de Curitiba

Hyotan, o primeiro izakaya de Curitiba

Hyotan, o primeiro izakaya de Curitiba

Da esquina da Augusto Stellfeld com a Desembargador Motta é possível ver uma lanterna japonesa vermelha (chochin). “É lá, já estou vendo!”, foi o que eu disse animada ao Yoshi quando estávamos chegando. À medida que nos aproximamos da porta, todas as nossas dúvidas (se é que restou alguma) se acabaram: o cheiro de comida japonesa era inconfundível. Nós tínhamos chegado ao Izakaya Hyotan, o primeiro boteco tipicamente japonês de Curitiba. Irashaimaseeeeee; uma recepção tipicamente japonesa  foi ouvida vinda de todos que estavam atrás do balcão.

Izakaya significa, ao pé da letra “loja de bebidas na qual você pode se sentar para beber” – em outras palavras, um boteco mesmo. Tive a alegria de ser convidada pelo Keiji Mitsunari para a pré-inauguração do local, mas havia um problema: eu não bebo. Por isso, confesso que fui lá para comer e conhecer o lugar – e não me arrependi nenhum pouco.

Veja no mapa como chegar ao izakaya

Assim que entrei no izakaya, fui transportada ao Japão, tamanho foi o cuidado com a decoração do lugar. O balcão, os armários, as lanternas, os quadros, as paredes de madeira, a cortininha do banheiro, a música ambiente, TUDO me faz acreditar que eu estava sim no Japão. E a experiência está apenas começando.

A comida, ah, a comida. Hiroito Motoki, o rapaz responsável pela “chapa” do boteco, é um ótimo cozinheiro que serve deliciosos aperitivos, como takoyaki, gyoza, yakitori, ebi, kimchi e tsukemono variadas (recomendadas para quem gosta de alimentos mais apimentados). O meu favorito foi, sem sombra de dúvida, o yakitori.

Hyotan, o primeiro izakaya de Curitiba
Hiro, o takoyaki “man”

 

O ambiente não é agradável à toa. É muito legal ver que abrir o izakaya parece fazer parte da realização de um sonho entre amigos. Antes de abrir o Hyotan, Keiji viajou para São Paulo com seu sócio Cacau para fazer um tour entre todos os izakayas de lá em busca de inspiração – e pelo jeito deu certo, né?

Para mim, realizar um sonho vale bem mais a pena quando colocamos a mão na massa. E foi exatamente isso que Keiji fez: encontrou o ponto perfeito para o seu izakaya e o montou como queria. Com a ajuda dos amigos, pintou paredes, montou balcões, armários e até mesmo um pequeno mezanino, que em breve será o espaço privativo com tatame – que não podia faltar para uma experiência completa.

Hyotan, o primeiro izakaya de Curitiba

Quanto às bebidas, não deixa em nada a desejar. Apesar de não ser iniciada, vi que tem chopp kirin (nama biru), Kirin Ichiban, Sake Jun Daiti e Suntory Whisky – ah, e o Willian Massami Igi pronto para fazer uns bons drinks aos okyakusama (fregueses).

Fico muito feliz em perceber a dedicação de todos os envolvidos em dividir e transmitir suas experiências ao criar um espaço único na cidade, rico em detalhes e que certamente já tem um público garantido – afinal, não é todos os dias que podemos viajar até o Japão sem sair da cidade, né? Vida longa ao Izakaya Hyotan! Kanpai! Banzai!

Izakaya Hyotan

Curta a fanpage do izakaya
Inauguração dia 30/06/2015
Aberto de segunda à sábado, das 18h às 23h
Telefone: (41) 3224-1910
Al. Augusto Stellfeld, 1281 – Batel

13 comments on “Hyotan, o primeiro izakaya de Curitiba

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *