Japão, um país estranho - Uma visão crítica pelo olhar de um japonês

Japão, o País Estranho – Uma visão crítica sob o olhar de um japonês

Japão, um país estranho - Uma visão crítica pelo olhar de um japonês
Imagem final da animação "Japão, um país estranho"

[ad#ad-1]

Há algum tempo divaguei um pouco sobre qual seria a motivação das pessoas para gostar tanto do Japão. Se falarmos apenas sobre manga e anime, o olhar ficará um pouco  restrito, afinal a cultura japonesa é milenar e seus admiradores estão espalhados pelo mundo inteiro. No texto anterior mencionei que os seres humanos, de maneira geral, se sentem atraídos pelo que é diferente. Mas afinal, o que é diferente no Japão?

Japão, O País Estranho

Uma amiga me enviou o vídeo “Japan, The Strange Country“, uma animação feita por Kenichi Tanaka, um designer japonês com uma ótima visão sobre sua sociedade e país. Inicialmente havia uma versão com legendas em inglês, mas por algum motivo (quem sabe alguma crítica ao trabalho dele), foi tirada do ar, restando apenas a versão em japonês. Mas, como o vídeo é repleto de animações e muito bem feito, é possível compreendê-lo mesmo sem saber japonês.

[vimeo=http://vimeo.com/9873910]

 

Como a animação foi produzida em 2010, alguma informações podem estar desatualizadas, como o fato do Japão ser a segunda maior economia do mundo – no ano passado o país tornou-se a terceira maior economia do mundo, depois de ser ultrapassado pela China.

A animação traz informações básicas sobre a terra do sol nascente, como área, população, média de vida, cultura, além de um pouco de história recente, como o fato de ser o único país a ser bombardeado com bombas atômicas e, a partir de então, declarar em sua constituição que não faria ou participaria de nenhuma outra guerra.

A partir de então são mostrados oito aspectos que fazem do Japão o país estranho:

  1. Característica das pessoas e da sociedade;  
  2. Curiosidades sobre Tóquio,a capital do país; 
  3. Alimentação; 
  4. Tecnologia; 
  5. Água; 
  6. Sushi e peixes;
  7. Relacionamentos amorosos;
  8. Suicídio

Kenichi Tanaka, o autor

Kenichi Tanaka é natural de Nagoya e se formou na University of Fine Art and Music, localizada em Aichi. Também estudou na Califórnia, no College of the Arts. O fato dele ter estudado no exterior confirma a minha teoria de que os japoneses que tem contato com estrangeiros ou moram em outros países acabam desenvolvendo uma visão mais crítica sobre seu próprio país – e podem ser mal interpretados pelos seus conterrâneos, como parece ser o caso.

Naturalmente, qualquer um que mora fora um tempo fica mais crítico sobre seu país, independente se é japonês, indiano, esloveno ou brasileiro. No entanto, os japoneses tem uma visão tão fechada sobre si mesmos que essa mudança de pensamento se torna muito mais visível. Proa disso é que o rapaz produziu uma animação ótima criticando seus próprios costumes sem ser ofensivo, ao meu ver.

E você, que olha o Japão “do lado de fora”, concorda com ele?

Leia outros textos da coluna Japonismo.

Atualizado 29 de fevereiro de 2012

Agradeço a Sabrina por ter deixado nos comentários o link para o vídeo com legendas em português!

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=PCs5tjdMRp0]

[ad#ad-1]

03 comments on “Japão, o País Estranho – Uma visão crítica sob o olhar de um japonês

  • João Pedro , Direct link to comment

    pior mylle-chan, eu concordo com ele xD
    em ylle ja pensou fazer um post falando sobre os fetiches dos japoneses? e o porque deles terem uma mente fraca para escolher logo o suicídio como opção de fim de sofrimento?
    você presencio algum suicídio no japão? o.o

  • sabrina , Direct link to comment

    Olá, gosto muito de receber as atualizações do Tadaima. Fui procurar sobre o documentário “Japão, o país estranho” e encontrei uma versão com legenda, talvez seja do interesse de vocês e dos leitores:

    http://www.youtube.com/watch?v=PCs5tjdMRp0

    Atenciosamente,
    Sabrina ^^

  • Mylle Silva , Direct link to comment

    @Sabrina

    Obrigada pelo comentário, acabei de atualizar o post com o link do vídeo com legendas!

    Sobre receber as novidades do Tadaima, basta inscrever seu email no campo disponível na lateral direita, entre as propagandas 😉

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *