Eventos

Bolsa de Estudo no Japão com inscrições abertas | Monbukagakusho 2013

Bolsas de Estudo no Japão Monbukagakusho 2012 2013
Palácio Imperial (Chiyoda, Tóquio)
Se você sonha em estudar no Japão, saiba como participar do programa Monbukagakusho para ter suas despesas de moradia e estudos pagas pelo governo japonês
Bolsas de Estudo no Japão Monbukagakusho 2012 2013
Palácio Imperial (Chiyoda, Tóquio)

[ad#ad-1]

O Consulado Geral do Japão em Curitiba já está com inscrições abertas para as bolsas de estudo no Japão, exercício de 2013. Se você sente vontade de morar por algum tempo na terra do sol nascente, pode se inscrever em uma das quatro modalidades disponíveis: escola técnica, curso profissionalizante, graduação e pós-graduação. O prazo de inscrições é até o final de maio (pós-graduação) e final de junho (demais opções).

Monbukagakusho 2013

O Ministério Japonês da Educação, Cultura, Esportes, Tecnologia e Ciência oferece, anualmente, bolsas de estudo para jovens do mundo inteiro que tem interesse em estudar no Japão. Os candidatos, caso aprovados, podem escolher tanto a área de estudo quanto o local onde desejam se formar. No entanto, não é tarefa fácil ingressar no programa, uma vez que, após a aprovação local, cada candidato passa por uma triagem e concorre com pessoas do mundo inteiro pela vaga.

Pós-Graduação (Pesquisa)

Voltada para aqueles que já tem formação superior e desejam realizar alguma pesquisa no Japão, tanto mestrado quanto doutorado. As inscrições vão de 02/05 (qua) até o dia 29/05 (ter) e a avaliação será dividida em prova escrita (04/06 – seg), e entrevista dos aprovados na prova escrita (13/06 – qua). Os aprovados ficarão 2 anos no Japão e não é necessário ter conhecimento prévio da língua japonesa.

Graduação

Nesta modalidade os candidatos devem ter concluído o Ensino Médio para ingressarem numa universidade japonesa. O tempo de estadia no país é de 5 a 7 anos, dependendo do curso escolhido. As inscrições vão de 01/06 (sex) até 29/06 (ter) e a avaliação será dividida em prova escrita (09/06 – seg), prova escrita em japonês (10/06 – ter) e entrevista dos aprovados na prova escrita (13/06 – qua). Vale lembrar que além da aprovação local, o aluno precisa fazer o vestibular da universidade escolhida e ser aprovado, caso contrário o candidato não receberá a bolsa.

[ad#ad-2-middle]

Escola Técnica

Também voltada para aqueles que já concluíram o Ensino Médio, mas ao invés de ingressar num curso superior, pretendem fazer um curso técnico. A duração da bolsa é de 4 anos, sendo que no primeiro ano o aprovado tem aulas de japonês e demais disciplinas de apoio antes de ingressar na Escola Técnica. As inscrições vão de 01/06 (sex) até o dia 29/06 (ter) e a avaliação será dividida em prova escrita (10/07 – ter), e entrevista dos aprovados na prova escrita (19/07 – qui). Também será necessário realizar o vestibular antes de ser definitivamente aprovado para a bolsa.

Curso Profissionalizante

Esta modalidade é muito parecida com a Escola Técnica, exceto pela duração da bolsa, que é de 3 anos ao invés de 4. Sendo assim, os aprovados no Curso Profissionalizante também terão direito a um ano de aulas de língua japonesa e outras matérias auxiliares antes de ingressar no curso. As inscrições vão de 01/06 (sex) até o dia 29/06 (ter) e a avaliação será dividida em prova escrita (10/07 – ter), e entrevista dos aprovados na prova escrita (19/07 – qui).  Também será necessário realizar o vestibular antes de ser definitivamente aprovado para a bolsa.

Os aprovados em cada uma das modalidades viajarão ao Japão no final de março de 2013, antes do início do semestre de primavera japonês, que é em abril.

O Consulado Geral do Japão em Curitiba reservou alguns horários para atendimento aos interessados em participar do programa Monbukagakusho para tirar dúvidas sobre cada uma das modalidades. Para mais informações sobre horários de atendimento, visite o site do Consulado ou entre em contato através do telefone (41)3322-4919 ou do e-mail cgjcuritiba@c1.mofa.go.jp.

[ad#ad-1]

Sobre o(a) autor(a)

Mylle Silva

Sou escritora, roteirista e artesã. Apaixonada pela cultura japonesa, vivo com ela uma relação de amor e ódio desde 1996. Tento sobreviver entre palavras (www.oficinadeescrita.com.br) e encomendas (www.nhom.com.br)

9 comentários

Clique aqui para comentar

  • Eu queria saber com qual bolsa você foi pro Japão e como foi o processo, se já tiver em algum lugar, pode me mandar o link?

  • @Fernanda,

    Sou estudante de Letras Japonês na UFPR e a universidade daqui tem um convênio com a universidade lá do Japão, na qual estudei por um semestre. Ou seja, apenas alunos da UFPR ou de alguma universidade conveniada podem concorrer a essa bolsa.

  • Então, eu moro em Curitiba, estudo no Tomodachi (até já te vi lá algumas vezes) e tudo mais. Ano que vem eu vou fazer Letras Japonês na UFPR também, e eu quero/vou pro Japão enquanto estiver fazendo faculdade, só que eu estava em dúvida se ia pela bolsa que a UFPR dá ou pelo Monbukagakusho (treinamento para professores).
    Por isso queria saber qual a diferença entre as bolsas, comparar pra saber com qual vale mais a pena ir.

  • @Fernanda,

    Em linhas gerais, as bolsas dadas pelo Monbushou dão mais dinheirinho, daí você fica mais tranquila com essa questão e pode passear mais sem se preocupar.

    A de treinamento para professores é bem específica, imagino eu, para quem quer dar aulas e tudo mais, mas junto dessa de treinamento para professores tem uma que é apenas para aperfeiçoamento do idioma, que teria a característica de intercâmbio cultural. Ou seja, vai muito do que você quer fazer, seus objetivos. Como meu interesso pela cultura japonesa e não quero ser professora, prefiro sempre intercâmbio cultural para aprender sem precisar entrar na área de educação.

    Espero ter ajudado 😉

  • Você pode me tirar uma duvida.Eu vi que na area de graduação e os dois,no requisito tem que ter no boletim nota miníma de 7,0.Isso que dizer que se eu tive um 6,0 e um 5,0 no boletim escolar eu não poderei tentar a bolsa ?.

  • @Leonardo,

    Olha, eu sei que tem que ter um boletim com boas notas para conseguir passar na bolsa de graduação pro Japão, mas não sei informar qual é a nota de corte exatamente… Seria melhor você entrar diretamente em contato com o Consulado mais próximo.

  • Você sabe se tem que ter feito alguma prova de proficiência em inglês e japonês? Se não, que nível em japonês term que ter, intermediário ou avançado? E você passou pela a etapa da entrevista quando conseguiu a bolsa? se sim, era em que idioma? Nossa te enchi de perguntas!! hehehe…

  • @Kaa,

    Eu nunca tentei essa bolsa, então não posso te ajudar muito com o processo. De qualquer maneira você tem que saber no mínimo inglês para conseguir uma bolsa para o Japão, mas dependendo do caso não precisa ter um teste de proficiência provando o quanto você sabe de inglês, apenas a prova que é aplicada pelo consulado mesmo.

Minhas identidades secretas

Oficina de Escrita - para escrever mais e melhor
 

Oficina de Escrita - para escrever mais e melhor
 

Botons Nhom - Presentes Memoráveis