Press Release: Lançamento de livro sobre a saga nipo-paranaense encerra Imin 100

Cartaz japonês para incentivar a Imigração
Cartaz japonês para incentivar a migração para o Brasil

Para marcar o encerramento do Imin-100 (o centenário da imigração japonesa no Brasil), será lançado dia 18 de junho (quinta-feira), às 20 horas, no Hara Palace Hotel, que fica na Rua 24 de Maio n° 765, no Centro de Curitiba, o livro “Bushidô – Caminho do guerreiro semeador”.

A publicação faz uma retrospectiva dos 100 anos de presença japonesa no Paraná, com detalhes sobre a chegada dos pioneiros e a contribuição dos imigrantes e seus descendentes para o desenvolvimento sócio-econômico, cultural e esportivo do Estado.

Com planejamento, pesquisa e texto dos jornalistas Cláudio Seto e Maria Helena Uyeda, a obra contou com o incentivo da Lei Rounanet e patrocínio das empresas Peroxidos do Brasil Ltda., Unimed-Curitiba, Auto Comercial Niponsul Ltda., e 43 SA Gráfica e Editora.

A saga nipônica no Paraná é contada em três volumes, com 1.124 páginas. Além de emocionantes histórias vividas pelos pioneiros e seus descendentes, o livro traz imagens da comunidade nipo-paranaense nesses 100 anos.

O título – “Bushidô – Caminho do guerreiro semeador” – foi escolhido quando Cláudio Seto, um dos autores, argumentou dizendo que estavam narrando a trajetória de pessoas que deixaram a terra natal para vencer num país antípoda, desconhecido, e que, mesmo enfrentando adversidades, conquistaram a vitória com muito trabalho e perseverança.

A palavra “bushidô” significa caminho do guerreiro. “Bushi” pode ser traduzido como guerreiro, ou samurai, e “dô” (ou “michi”) tem o significado de caminho, estrada, meio ou disciplina. Bushidô também foi um código de ética (não escrito) para o guerreiro viver e morrer com honra, sendo um modo de vida seguido pelos samurais (guerreiros do Japão feudal, de 1192 a 1867).

Portanto, o livro conta a história de verdadeiros guerreiros. E esses guerreiros iniciaram a grande contribuição que deram ao Paraná e ao Brasil na agricultura, semeando especialmente as férteis terras paranaenses. Além disso, o semeador é uma das imagens representativas do escudo estadual. Portanto, o livro sustenta um título rigorosamente pertinente e que sintetiza seu conteúdo.

LANÇAMENTO

Um dos autores, Claudio Seto, faleceu no dia 16 de novembro de 2008. Como ele trabalhou muito para o Imin-100 e dizia que a comemoração só encerraria no dia 18 de junho de 2009, foi escolhida esta data para o lançamento do livro, para que Seto tivesse uma participação no encerramento da comemoração do Imin-100. Neste evento o presidente da Comissão Imin-100 Sul Paraná, Jorge Yamawaki, fará o encerramento oficial desta comissão.

[ad#post-ad]

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *