Cultura Pop Japonesa

Review – Nodame Cantabile

Noda Megumi, ou Nodame, como prefere ser chamada, na capa do primeiro volume do mangá
Pegue uma escola de música, uma estudante de piano indisciplinada e um aspirante a maestro que em medo de viajar para fora do Japão – seja de avião ou barco. Agora coloque uma pitada de outros personagens peculiares, como um timpanista apaixonado pelo futuro maestro ou ainda um violinista que quer ser roqueiro. O ressultado é o que chamamos de Nodame Cantabile.

Chiaki Shinichi é um estudante de piano que anseia ser maestro desde pequeno. Viveu na Europa quando criança e teve aulas com o famoso maestro Viera. No entanto, quando seus pais separaram-se, ele voltou para o Japão com a mãe e nessa ocasião aconteceu um acidente no avião no qual estavam. Desde então ele desenvolveu um pânico de viajar, ficando impossibilitado de reencontrar seu sensei e aprimorar seus estudos.

Depois de levar um chute da namorada, a qual alegava que ele era um perdedor na vida, uma vez vez que mal conseguia fazer uma simples viagem, Chiaki desanima-se com a vida. Aí então aparece Noda Megumi, ou melhor, Nodame, como prefere ser chamada. Logo ele descobre que ela é sua vizinha e estuda na mesma escola de música, além de ser indisciplinada e nem um pouco limpa. Vive num quarto completamente desorganizado, sujo e fedorento, e é ele quem começa a arrumar toda a bagunça… E acaba até cozinhando para ela!

Capa da revista Kiss, na qual a série é publicada

Chiaki é um dos mais admirados estudantes, tanto pelo seu talento musical como por sua beleza. É claro que Nodame se apaixona por ele imediatamente, mas a recíproca não é verdadeira. É então que começa a comédia romântica embalada por muitas músicas clássicas.

Apesar de Nodame ser totalmente desorganizada, ela toca piano ao modo cantabile como ninguém. No entanto, ela não consegue ler partituras, apenas toca de ouvido, o que a faz errar várias partes, principalmente no ritmo acelerado.

Outros personagens de destaque são Ryutaro Mine, o violinista que, a princípio quer ser roqueiro, mas com o tempo apaixona-se pela música clássica; Masumi Okuyama, timpanista que vive um misto de admiração e amor platônico por Chiaki; e o maestro Fraz von Stresemann, fanfarrão e mulherengo, mas que acaba tornando-se o novo sensei de condução de Chiaki.

Nodame na versão do live action, interpretada pela atriz Juri Ueno

O mangá de Nodame Cantabile começou a ser publicado em 2004 na revista feminina Kiss. No mesmo ano recebeu o prêmio Kodansha Manga Award na categoria shoujo. Em 2006 a história foi adaptada para o live action de mesmo nome e em janeiro de 2007 foi lançada a versão animada da série. Todas as músicas utilizadas na série (mesmo quando os personagens erram) foram gravadas pela Nodame Orquestra, especialmente criada para tal fim.

É por isso que, ao assistir Nodame Cantabile, você deve aumentar o volume o máximo que puder. Se você já gosta de música clássica, é um prato cheio, mas se ainda não… Essa é a oportunidade perfeita para começar a se encantar.

Curiosidade: Noda Megumi é real!

Segundo o site Mainichi Daily News, a autora Tomoko Ninomiya inspirou-se em uma fã chamada Noda Megumi para criar a personagem do mangá. Certa vez ela mandou-lhe uma foto do quarto no qual vivia – e ainda vive, pelo que consta – completamente bagunçado, enquanto tocava piano. Uma vez que a autora estava em busca de novas idéias, encontrou a inspiração necessária a partir daquela imagem.

A verdadeira Noda Megumi, hoje formada em piano e dando aulas em Fukuoka, começou a ser consultada para a criação do enredo. Por isso que, ao final de cada um dos mangás, Tomoko coloca agradecimentos para a garota.

Sobre o(a) autor(a)

Mylle Silva

Sou escritora, roteirista e artesã. Apaixonada pela cultura japonesa, vivo com ela uma relação de amor e ódio desde 1996. Tento sobreviver entre palavras (www.oficinadeescrita.com.br) e encomendas (www.nhom.com.br)

3 comentários

Clique aqui para comentar

  • Haha, isso hoje em dia se chama Spoiler mas já que o assunto é anime relacionado à musica, eu recomendo “Shigatsu wa Kimi no Uso”. Eu diria que é um anime quase perfeito só que “Nodame Cantabile” é sem duvida o mais conhecido entre o publico japonês. Não sou um Otaku mas guardo muitas melodias de animes. A trilha sonora de Sailor Moon por exemplo, eu acho fabulosa.

  • Hahahaha, perceba que nessa época eu era apenas uma mocinha inocente engatinhando nessa vida de escrever reviews. Se bem que né, hoje eu nem vejo graça em fazer reviews exatamente porque acaba estragando a experiência do expectador.

Minhas identidades secretas

Oficina de Escrita - para escrever mais e melhor
 

Oficina de Escrita - para escrever mais e melhor
 

Botons Nhom - Presentes Memoráveis