Eventos

Sinopse dos filmes da Mostra de Cinema 100 anos Produtora Nikkatsu

Confira as sinopses e informações dos filmes que serão exibidos na Mostra de Cinema japonês em comemoração aos 100 anos da produtora Nikkatsu

Sinopse dos filmes da Mostra de Cinema 100 anos Produtora Nikkatsu

[ad#ad-1]

Ketto Takadanobaba (決闘高田馬場) – Duelo em Takadanobaba

P&B / 1937 / 51 min / Nikkatsu
Diretor: Hiroshi Inagaki e Masahiro Makino
Obra Original e Roteiro: Tozo Maki
Música: Han Takahashi
Filmagem: Rokusaburo Mitsui e Hideo Ishimoto
Elenco: Tsumasaburo Bando | Momonosuke Ichikawa | Seijiro Itikawa | Michisaburo Segawa | Ryosuke Kagawa

Ano 7 da Era Genroku (1694), primavera, Hattyobori em Edo (atual Tóquio). Yasuheibei Nakayama, um samurai bêbado e brigão. Como era forte, entrava para separar a briga alheia e cobrava por isso para sustentar sua bebedeira. Seu tio, Rokurozaemon Sugano, não apreciava a vida que Yasuheibei levava, sempre dando sermões que o sobrinho não levava a sério. Certo dia Rokurozaemon, acaba arranjando briga com outros samurais e marca um duelo. O tio vai até a casa do sobrinho e único parente vivo, para contar sobre o duelo, mas Yasuheibei está fora bebendo como sempre.  sobrinho não retorna mesmo depois do amanhecer, quando se aproxima a hora do duelo Rokurozaemon, deixa um bilhete e vai ao encontro de seu inimigo. Quando Yasuheibei retorna a casa, é obrigado pelos companheiros a ler o bilhete do tio e descobre sobre o duelo de Rokurozaemon, mesmo cansado e de ressaca sai correndo de casa ao encontro do tio em Takadanobaba. (Fonte: Wikipedia e Cinema Space)

Jubun no Ana no Naka de (自分の穴の中で) – Dentro do seu próprio buraco

P&B / 1955 / 124min / Nikkatsu
Diretor: Tomu Ichida
Obra Original: Tatsuzo Izhikawa
Roteiro: Yasutaro Yagui
Musica: Yasushi Akutagawa
Filmagem: Shigueyoshi Mine
Elenco: Yumeji Tsukioka | Mie Kitahara | Rentaro Mikuni | Jukiti Uno | Nobuo Kaneko

Nobuko Shiga é uma viúva que mora com os enteados Tamiko e Junjiro. Junjiro, é adoentado e fascinado em negociações de ações, o que faz da vida dos três, que vivem da herança do falecido, ser cada vez mais árdua. Tamiko recebe a proposta de se casar com o médico Ihara, porém acha que a madrasta tem um caso com ele e não aceita a proposta. O porteiro da família Komatsu, gosta de Tamiko, mas não tem coragem de se declarar. Certo dia Tamiko viaja com Ihara e acaba se entregando. Junjiro enfrenta Ihara, para saber de sua reais intensões com a irmã, o médico acaba dizendo que Komatsu é quem combina mais com Tamiko. (Fonte: All Cinema)

[ad#ad-2-middle]

Kokoro (こころ) – Coração

P&B / 1955 / 122 min / Nikkatsu
Diretor: Kon Itikawa
Obra Original: Soseki Natsume
Roteiro: Katsundo Inomata e Keiji Hasebe
Musica: Masao Ooki
Filmagem: Takeo Ito
Elenco: Masayuki Mori | Mitiyo Aratama | Tatsuya Mihashi | Shoji Yasui | Akiko Tamura

Baseado no romance do famoso escritor Soseki Natsume. Hioki admirava muito o Professor Nobuchi, porém o professor tinha algo de estranho. Em uma certa viagem a praia Hioki encontra com o professor e acaba
estreitando seu relacionamento com ele, indo estudar na casa de Nobuchi após retornar à Tóquio. O professor que não tem filhos mora com sua bela esposa, porém a vida dos dois não é ruim mas também não exala felicidade. Hioki fica, cada vez mais com pena da vida solitária do professor, ao mesmo tempo tenta entender o porquê da sombra que paira em volta do casal. Assim ele vai tentar entender porque seu professor se tornou uma pessoa que não gosta de contato com os demais. (Fonte: Filmes Goo)

Arashi wo Yobu Otoko (嵐を呼ぶ男) – O homem que chama tempestades

Colorido / 1957 / 100 min / Nikkatsu
Diretor: Umetsugu Inoue
Obra Orifinal: Umetsugu Inoue
Roteiro: Umetsugu Inoue e Dai Nishijima
Musica: Seitaro Omori
Filmagem: Issen Iwasa
Elenco: Mie Kitahara | Yujiro Ishihara | Kyoji Aoyama | Izumi Ashikawa | Mari Shiraki

Eiji é aluno da escola de música e tenta lançar seu irmão mais velho Shoichi, para tanto ele entra em contato com a gerente de uma banda de jazz, Miyoko. Ela só se lembra de Syoichi quando seu baterista numero1, Sakurada, deixa a banda por uma menina e fecha contrato com outra empresa. Miyoko querendo acabar com Sakurada, resolve transformar Shoichi no “melhor baterista do mundo”, Shoichi que perdeu o pai e não se dá bem com a mãe, aceita a proposta com o intuito de impressionar a mãe. Na sua primeira apresentação Toru Sakyu, que a primeiras vistas é comentarista de jazz, faz uma proposta a Shoichi, para que ele lhe apresente Miyoko em troca de fama. Com muito esforço e ajuda de Miyoko, Shoichi vai se tornando famoso, e começa a aflorar um clima de romance entre os dois. Certo dia Eiji recebe uma oferta para se apresentar, e para isso precisa da ajuda de Sakyu. Shoichi pensa em se separar de Miyoko para cumprir o acordo com Sakyu, mas é atacado por capangas dele e de Sakura, que acabam com sua mão direita. No dia da apresentação de Eiji, toda a sua família e amigos está na plateia,
menos Shoichi que está no bar, sozinho chorando e pensando em como foi arruinado mas seu irmão… (Fonte: Filmes Goo)

Taiheiyo Hitori Bochi (太平洋ひとりぼっち) – Sozinho no Oceano

Colorido / 1963 / 97 min / Nikkatsu
Diretor: Kon Ichikawa
Obra Original: Kenichi Horie
Roteiro: Natto Wada
Musica: Yasushi Akutagawa e Toru Takemitsu
Filmagem: Yoshihiro Yamazaki
Elenco: Yujiro Ishihara | Ruriko Asaoka | Shiro Osaka | Kinuyo Tanaka | Masayuki Mori

Madrugada de 12 de maio de 1962, Porto de Nishimiya, sobre o olhar atento de dois amigos, um jovem embarca em seu iate. A embarcação de Kenichi Horie, um jovem de 22 anos, é chamada de Marmeyd, tem 5,8 m de comprimento e 2 metros de largura. A embarcação que foi projetada para prosseguir com ajuda somente do vento, fica 39 horas boiando na enseada de Osaka, até conseguir entrar na onda do vento norte e sair para o mar aberto, no entanto o que o esperava era a aspereza do mar. A viagem é árdua, nada para em seu estomago, o barco não para de balançar, clima ruim, desgaste físico, a luta contra a solidão, esforços sobre-humanos para suportar. Apesar de não gostar de beber, era a cerveja que acompanhava as refeições enlatadas. Após várias complicações e eventos inesperados, o mar verde de São Francisco, seu ponto de chegada, fica cada vez mais perto. Olhando as luzes da cidade, Kenichi Horie fica de pé em seu barco e grita “Mãe eu consegui!” encerrando seu sonho depois de uma longa viagem de 100 dias atravessando o Oceano. (Fonte: Filmes Goo)

Nippon Reto (日本列島) – Ilhas do Japão

P&B / 1965 / 116 min / Nikkatsu
Diretor: Kei Kumai
Obra Original: Koichiro Yoshihara
Roteiro: Kei Kumai
Musica: Akira Ifukube
Filmagem: Masahisa Himeda
Elenco: Jukiti Uno | Izumi Ashikawa | Hideaki Nitani | Mizuho Suzuki | Shosei Muto

Outono do ano 34 da Era Showa (1959), departamento de investigação criminal do Campo S,base americana em solo japonês, o Tenente Pollack, ordena ao chefe dos tradutores Akiyama que investigue o crime sobre o Sargento Limitt. Um ano antes o Sargento Limitt foi encontrado morto, porém o exercito americano não deu ouvidos à policia japonesa e encerrou o caso como acidental. Akiyama junto com o repórter Harashima, ficam sabendo pelo policial Kurosaki, que o Sargento Limitt antes de morrer estava investigando o surgimento de dólares falsos no Japão, o envolvimento de impressoras alemãs e o desaparecimento do técnico dessas máquinas o Major Ijuin. Nesse meio tempo repentinamente o Tenente Pollack manda encerrar as investigações, porém Akiyama se demite do Campo e resolve continuar com as investigações mesmo assim. Após três anos sem nenhuma novidade, em 1963 Akiyama fica sabendo por intermédio do Capitão Spencer que alguém parecido com o Major Ijuin foi visto em Okinawa, ele conversa com Kazuko, filha de Ijuin e voa para a ilha. No entanto Akiyama acaba sendo assassinado e o mistério parece que não seria resolvido. No ano seguinte Hirajima segue para Okinawa, para dar continuidade à investigação encorajado por Kazuko. (Fonte: Filmes Goo)

Gaityu (害虫) – Inseto

Colorido / 2002 / 92 min / Nikkatsu
Diretor: Akihiko Shiota
Roteiro:Yayoi Kiyono
Musica: Number Girl
Filmagem: Tokusho Kikumura
Elenco: Aoi Miyazaki | Seiichi Tanabe | Tetsu Sawaki | Ryo Amamiya | Koji Ishikawa

Satiko, uma garota com uma mãe que tentou suicídio, vive em um ambiente conturbado e não frequenta a escola. Ela conhece por acaso os jovens Takao e Kyozo e começa a passar o tempo perambulando pelas ruas sem destino com eles, até que Takao se envolve em problemas e some da frente dela. Sem saída ela acaba retornando a escola, mas a vida não é fácil, ela é obrigada a tocar o piano na apresentação escolar, o garoto, Hanazaka, que sua única amiga, Natsuko, gosta se diz apaixonado por ela, o namorado de sua mãe, Tokugawa quase a violenta. Após uma brincadeira de mau gosto, onde coloca fogo na casa de Natsuko, Satiko foge para encontrar um antigo professor de quem gostava, Ogata. Enquanto espera por ele, que está atrasado, Satiko encontra um jovem que lhe oferece “um bom emprego”, enquanto sai do local de encontro ela percebe que Ogata está entrando no estacionamento, mas segue o rapaz mesmo assim… (Fonte: Filmes Goo)

Megane (めがね) – Óculos

Colorido / 2007 / 106 min / Nikkatsu
Diretor / Roteiro: Naoko Oguigami
Musica: Takahiro Kaneko
Filmagem: Minenobu Tani
Elenco: Satomi Kobayashi | Minako Ichikawa | Ryo Kase | Ken Mitsuishi | Hiroko Yakushimaru

Início da primavera. Taeko, uma mulher viajando sozinha e sem rumo chega a uma pequena cidade praiana do sul. Ela encontra uma pequena pensão, Hamada, e é recebida pelo dono do local Yuji. Taeko estranha os demais “hospedes” com suas manias diferentes e resolve se hospedar em outro local. A dona da outra hospedaria, Morishita recebe Taeko, mas ela pressente um ar perigoso e da meia volta. Sakura, uma das hospedes do Hamada a encontra perdida e convence-a a voltar. Taeko vai se acostumando com a vida no Hamada, enquanto tricota, pesca, fica olhando o mar e vivendo sem compromissos, as amarras do seu coração vão se desprendendo. Algum tempo depois chega à pensão um rapaz que chama Taeko de professora. O tempo vai passando e 5 habitantes do Hamada começam a usar óculos, sem ao menos conhecer bem um ao outro, vai surgindo uma estranha ligação entre eles. Taeko pensa em retornar a sua vida antiga, mas quando se da conta já retornou ao Hamada. (Fonte: Filmes Goo)

Ashita no Atashi noTsukuri kata (あしたの私のつくり方) – Como me tornar eu mesma

Colorido / 2007 / 97 min / Nikkatsu
Diretor: Jun Ichikawa
Obra Original: Kaori Mado
Roteiro: Madoka Hosotani
Musica: Yuri Sasaki
Filmagem: Kazuhiro Suzuki
Elenco: Riko Narumi | Atsuko Maeda | Sosuke Takaoka | Mariko Ishihara | Yoshizumi Ishihara

Em uma escola elementar, Juri finge ser uma garota invisível com medo de ser descriminada e Hinako que era uma menina popular passa a ser descriminada. Anos depois já no ensino médio Juri manda e-mails, com o pseudônimo de Kotori, para Hinako, que está estudando em outra escola, contando histórias da popular Kotori. A “História de Hina e Kotori” escrita por Juri conta sobre Hina, uma garota que foi transferida para uma nova escola e é muito popular. Mesmo intrigada com a chegada do e-mail, Hinako começa a agir como a garota da história e se torna popular. Já Juri resolve formatar sua história e apresentá-la para seu professor de literatura, que a elogia. Com o tempo Hinako começa a questionar as diferenças entre ela mesma e sua versão interpretada e Juri também começa a cansar da sua posição. Certo dia as duas resolvem conversar e desabafar uma com a outra por telefone. (Fonte: Site Nikkatsu e Filmes Goo)

[ad#ad-1]

Sobre o(a) autor(a)

Mylle Silva

Sou escritora, roteirista e artesã. Apaixonada pela cultura japonesa, vivo com ela uma relação de amor e ódio desde 1996. Tento sobreviver entre palavras (www.oficinadeescrita.com.br) e encomendas (www.nhom.com.br)

4 comentários

Clique aqui para comentar

Minhas identidades secretas

Oficina de Escrita - para escrever mais e melhor
 

Oficina de Escrita - para escrever mais e melhor
 

Botons Nhom - Presentes Memoráveis